Ads 468x60px

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Cavaleiros do Céu


Cavaleiros do Céu (Alcymar Monteiro)



Ipi aê, ipi aô

Vaqueiro nordestino, destemido e valentão
Corria em seu cavalo pela noite do sertão
No céu, porém, a noite ficou rubra num clarão
E viu passar num fogaréu... um rebanho no céu

Ipi aê, ipi aô
Correndo pelo céu

As rubras ferraduras punham brasas pelo ar
Os touros como fogo galopavam sem cessar
Atrás vinham vaqueiros como loucos a gritar
Vermelhos a queimar também... galopando para o além

Ipi aê, ipi aô
Seguindo para o além

Um dos vaqueiros ao passar gritou dizendo assim
Cuidado companheiro tu irás para onde eu vim
Se não mudas de vida, tu terás o mesmo fim
Querer pegar no fogaréu... um rebanho no céu

Ipi aê, ipi aô
Correndo pelo céu